A gente ama cachorro!

Arthur com o filhotinho!Amor puro!

Arthur com o filhotinho!Amor puro!

Olá Mamães! Hoje venho contar para vocês sobre o amor maior do Arthur: cachorros! Nunca vi uma criança amar tanto um cachorro, como o meu filho. Ele não pode ver um que já quer fazer carinho. Até os de pelúcia são os brinquedos favoritos dele.

Quando o Arthur nasceu a gente tinha uma cadelinha chamada Clarissa, ela é filha de dálmata com pai desconhecido, daí você imagina o tamanho dela(enorme). Mudamos recentemente para um apartamento pequeno e tivemos que deixá-la na casa da sogra. Sempre quando vamos almoçar lá, aproveitamos para matar a saudade da Clarissa. Para aumentar em mil vezes o nosso nível de amor e fofura, eis que a cadelinha me aparece com seis filhotinhos lindos. Nem preciso dizer o quanto estamos apaixonados  !!

Fui uma criança frustrada por não ter tido um animalzinho de estimação, o máximo que a minha mãe deixava era um peixe e olhe lá. Mas cresci e curei esse trauma!rs!

Achei na net uma matéria bem legal da Revista Crescer sobre esse convívio entre animais e crianças, os autores citam algumas ações que são benéficas para as crianças, adaptei algumas a partir do que observei com o Arthur. São elas:

Facilita a socialização 

 Percebo o cuidado com que o Arthur pega o filhotinho, querendo ajudar de qualquer forma. Respeitando cada um o seu espaço e a hora de brincar e parar.Se deixar ele fica o dia todo brincando com os cachorrinhos.

Fortalece o sistema imunológico 

A companhia de um animal pode reduzir desde chances de a criança desenvolver resfriados, problemas estomacais até dores de cabeça. Tudo isso acontece só de acariciar um bicho. Os níveis de imunoglobulina A, um anticorpo presente nas mucosas que evita a proliferação viral ou bacteriana, aumentam, fortalecendo o sistema imunológico. Saúde à base de carinho.

Previne alergias 

Se o seu filho tiver contato com o animal desde pequeno, o organismo passará a tolerar mais as reações alérgicas.

Trabalha a autoestima 

Quando percebe que o animal não precisa ser perfeito para ser amado – mesmo se é um cachorro que baba em tudo, ou um gato caçador que traz insetos de brinde para o dono –, a criança ganha mais um espaço para exercitar seus sentimentos. Assim, fica fácil para ela aceitar melhor seus erros e entender que sempre será amada pelos pais e pela família. No contato com os bichos, elas deixam os medos e as dificuldades de lado e dão risada, relaxam e se tornam mais tolerantes.

Torna seu filho mais inteligente 

Também são vários estudos que mostram que crianças que têm um pet possuem um desenvolvimento cognitivo, social e motor superior à média e que os cães, por exemplo, podem ajudar no aprendizado da leitura. Faz todo sentido. Quando estão aprendendo coisas novas, em especial na etapa de alfabetização, é fundamental que as crianças tenham alguém amoroso ao lado, que não olhe feio se errarem.

Desenvolve a capacidade afetiva

A companhia de um bicho mexe com o emocional, principalmente na infância, e faz nascer e crescer novos sentimentos. Cumplicidade, amizade, respeito, paciência e amor, do jeito mais sincero possível, e de ambas as partes.

Reduz o estresse 

Um animal de estimação faz (muito) bem ao coração também. Enquanto abraça, brinca e acaricia o pet, o organismo diminui os índices de cortisol, hormônio do estresse, e aumenta os níveis de serotonina, substância responsável pela sensação de bem estar. (acho que posso me enquadrar nesse time, eu me sinto muito bem quando brinco com os filhotinhos da Clarissa, o stress vai embora na hora. )

Os filhotinhos são uma delícia e a gente ama demais. É muito legal estimular  esse contato desde criança, não importa qual animalzinho será o escolhido pelo o seu filho.O que importa mesmo é ensinar o amor e o cuidado sempre.

Tem como não amar um ser tão fofo desse?

Tem como não amar um ser tão fofo desse?

E na casa de vocês mamães, tem algum animalzinho de estimação? Como é a relação deles com as crianças?

Beijão!

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI174168-10448,00-BICHOS+POR+QUE+TELOS.html

Anúncios

10 pensamentos sobre “A gente ama cachorro!

  1. Amiga… #tamojunta
    Amo cachorro demais da conta e sou totalmente favorável a criação dos nossos filhos cercados desses bichinhos que nos ensinam a amar e se divertir. Quando grávida perdi meu Kiko pra um problema no coração e agora no ano novo minha Clara morreu atropelada. Ou seja, estou ainda sem cachorrinho porque é cedo pra gente se apaixonar novamente depois desse sofrimento. Mas Joãozinho haverá de ter seu cãozinho amado, como eu tive durante toda minha vida. Meu pai é tão cachorreiro que numa época tínhamos 14 em casa. Tudo bem que a gente morava no sítio e tinha bastante espaço, mas nunca vou me esquecer da Mica e da Boneca, as minhas favoritas.
    Apoiada, portanto. Recomendei seu post para uma amiga que tem bebê e cachorrinho. Ontem ainda falávamos sobre isso.

    Beijo
    #amigacomenta
    Manu

  2. Aqui em casa temos 2: uma dálmata e uma poodle. Duas bagunceiras e a pequena é metida a cão de guarda. hahahaha Helena ama e pentelha elas demais!!! Quando eu estava grávida meu marido falou que se a Perolla (dalmata) não se acostumasse com o bb íamos ter que doar, mas parece que ela entendeu, gente! Ela nunca pulou em mim durante a minha gravidez e depois que Helena nasceu nunca avançou. A danada pinta e borda com a dálmata e ela não faz nada.

    Beijos
    #amigacomenta

  3. Aki parece um verdadeiro zoologico doméstico kkk temos uma cachorra q se chama Lizi da raça Vizla, porte médio e um aquário de 63 litros cheio de peixes ornamentais. Fora os gatos da casa da vó e as galinhas da casa da tia kkkk
    Meus filhos adoram animais, mas a Manu tem medo quando o cachorro chega muito perto ,mas ela é medrosa mesmo kkk
    Bjs
    Mari
    #amigacomenta

  4. Assim que for possível vamos voltar e ter um cachorrinho, a nossa morreu já faz um ano, minha filha vez por outra fala da Preta, ela pede um bichinho. Mas só quando estivermos morando no sítio, assim ele terá mais espaço.
    Bjs
    #amigacomenta

  5. O Pedro também adora. Meu irmão tem uma cadela, mas como ela não é muito tranquila, quase não deixo o Pedro chegar perto. Sempre que ele vê na em qualquer lugar, já quer correr pra fazer carinho, abraçar e às vezes até brincar de uma forma meio “bruta”. Confesso que prefiro não deixar que ele toque nos cachorrinhos de outras pessoas por não saber como eles são tradados, se são limpos. Até porque já tivemos uma experiência ruim por falta de higiene com os bichinhos. Agora mesmo ele tá brincando com dois cachorrinhos de pelúcia que tem e sua nova paixão é o Pluto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s